domingo, 14 de abril de 2013

HISTÓRICO DE \BARREIRAS



Localizado na região oeste da Bahia, o município de Barreiras possui aproximadamente cento e quarenta e oito mil habitantes. Este crescimento está relacionado com a chegada de migrantes atraídos pelo “poder” do agronegócio. Barreira está entre as cidades mais dinâmicas do nosso país no que tange a dados econômicos, no entanto, esse crescimento exacerbado não se reflete nas políticas públicas.
A estrutura urbana é totalmente comprometida, a pesar da cidade de Barreiras ser dinâmica e estar entre as mais importantes da Bahia. Falta de drenagem, pavimentação, e rede de esgotamento sanitário, ter esgoto correndo a céu aberto nos bairros e no próprio centro da cidade é muito comum. A materialização mais perceptível dessa pitoresca realidade são os buracos, os muitos buracos que pipocam por todos os cantos da cidade. Verdadeiras crateras por todas as ruas, realidade que de certa forma delimita o grau de descompromisso dos governantes com o bem estar da população, principalmente com a parcela de menor renda da cidade. 
O município também sofre com um sistema de saúde ineficiente e  incapaz de suprir todas as necessidades populacionais, já que conta com apenas um hospital  de médio porte e postos de saúde que não conseguem  ofertar todos as modalidades médicas e procedimentos ambulatoriais e cirúrgicos.
Na área educacional  são inúmeros desafios a serem superados, como escolas sucateadas e com estrutura física comprometida, oferta irregular de vagas em muitos bairros enquanto outros sobram ofertas. Grande número de professores contratados e  atraso de salários.
O clima quente e seco predominam na maior parte do ano e  no ano em vigor o período chuvoso tem sido pouco expressivo o  que tem contribuído para a diminuição na safra  de grãos, grande fonte comercial do município.
Com uma formação vegetal de cerrado bastante degradado pela expansão agrícola e das áreas urbanas, apresenta uma úmida relativa com médias abaixo do índice mínimo  estabelecido pela OMS.

Histórico de Lauro de Freitas
            Lauro de Freitas pertence à região metropolitana de Salvador. É limitada ao sul e ao leste por Salvador, sendo que há questões jurídicas em relação à propriedade de determinadas áreas de fronteira das cidades, como por exemplo, o limite do bairro de Stella Mares (Salvador e a Praia de Ipitanga em Lauro de Freitas).
            Na realidade, a expansão horizontal ocorreu em decorrência da dependência, política e econômica em relação à Salvador, sendo que até o próprio aeroporto já pertenceu à Lauro de Freitas. Como consequência disto um sitio urbano, as duas cidades se desenvolveram uma ao lado da outra de tal modo que acabaram se unindo como se fosse só uma (Conurbação)  de modo que seus limites geográficos mal podem ser distinguidos.
            A mão de obra de Lauro de Freitas é composta na sua grande maioria por trabalhadores de Salvador, isso ocorre devido a baixa qualificação aqui encontrada. Já grande parte dos trabalhadores da cidade tem que trabalhar na cidade vizinha (Salvador). O que acaba afetando um pouco a procura por qualidade de vida, pois muitos tentam fugir do caos urbano de engarrafamentos da capital vindo para Lauro de Freitas, no entanto, se dirigem diariamente a ela.
 Há também a questão ambiental que está sendo afetada por conta do desenvolvimento da cidade, com retirada das matas ciliares e a poluição dos rios.
            Devido a sua localização litorânea, existem altos índices pluviométricos durante todo o ano de forma uniforme. Em toda a região encontramos uma grande quantidade de cursos d’água que se caracteriza por um regime hidrográfico dendrítico, com uma grande quantidade de afluentes e subafluentes. O município de Lauro de Freitas pertence o bacia do Rio Joanes , sendo o principal Rio o Joanes que é alimentado  por dois  importantes  afluentes: o Rio  Ipitanga, que deu origem ao primeiro nome da nossa cidade ( Santo Amaro de Ipitanga) e o Jacarecanga .
            Os elementos do processo do uso da terra de Lauro de Freitas a principio uma ocupação essencialmente agrícola tendo como base a cana de açúcar, posteriormente houve a introdução da pecuária de corte, finalmente com a construção da Base Aérea (com a entrada do Brasil na Segunda Guerra Mundial) deu inicio ao processo de modernização urbana. Ocorrendo um conjunto de transformações baseadas em elementos econômicos (acumulação de capital) , sociais e políticos. Transformou-se atualmente em uma cidade dormitório (devido ao Polo Petroquímico) e essencialmente concentrada na área de serviços.
            O município dispõe de meios de transporte de passageiros como: ônibus coletivo, moto-táxi, surgiu também o transporte alternativo as TOPICS, que devido a ausência de um transporte público de qualidade e a grande demanda, tenta suprir esta necessidade. 
            Quanto ao transporte de mercadorias é feito através de caminhões e carros pequenos. O transporte interestadual é realizado por meio das empresas de ônibus. O município é dividido ao meio por uma importante rodovia a BA 099 (Estrada do Coco), esta estrada é uma de extrema importância para desenvolvimento do polo turístico da região norte do estado (Praia do Forte, Guarajuba etc.) que abrigam empreendimentos como o Complexo Costa do Sauipe entre outros.
Não possui hidrovia, devido o represamento dos rios (Barragem dos Rios Joanes e Ipitanga) que são responsáveis por cerca de 40% do abastecimento de água para a região metropolitana de Salvador. Não possui ferrovia e o serviço de energia elétrica é fornecido pela COELBA ( Companhia de Eletricidade do Estado da Bahia) e o abastecimento de água é mantido pela EMBASA (Empresa Baiana de Saneamento e Abastecimento).
                                  

sexta-feira, 12 de abril de 2013

Santa Bárbara em fotos

IGREJA MATRIZ

                                               COLÉGIO ESTADUAL PROF. CARLOS VALADARES
RUA PATRÍCIO SÃO PAULO

                                                           IGREJA DO  EVANGELHO QUADRANGULAR
                                           ASSEMBLÉIA DE DEUS
                                  PRAÇA PRINCIPAL
                                                PRAÇA PRINCIPAL
                                                     ESPAÇO -FESTA E LAZER -RECANTO DO TAMARINDO
                                        SUPERMERCADO
                                  COLEGIO SABER
                                     RECANTO
PREFEITURA MUNICIPAL
                                                 PRAÇA DA MATRIZ
  LAGOA DE DR.SIRNANDE
 TERMINAL RODOVIÁRIO DE SANTA BARBARA
                                       SANTA BARBARA VISTA DE CIMA
                                           PRAÇA PRINCIPAL NA ÉPOCA DO NATAL
                                       NOSSA LINDA PRAÇA  COM ESTILO EGÍPICIO
                                  A IGREJA MATRIZ VISTA  LATERALMENTE

quinta-feira, 11 de abril de 2013

Historico da cidade de Santa Bárbara -Bahia

                          SANTA BÁRBARA,BAHIA-A TERRA DO REQUEIJÃO
PRAÇA DA MATRIZ



 Análise  geográfico    da  cidade  de  Santa Bárbara
Santa Bárbara  está localizada   no  sertão   baiano .Existe mais   de  uma  versão  para a origem de   sua   população.A  primeira, se diz que  veio   dos   colonizadores, outros  acham que  foi  um  grupo  de  vaqueiros  que  passaram  por  aqui transportando gado (bovino),  que  acamparam aqui por   causa  de  uma  tempestade e gostando, por aqui ficaram.A  versão   mais  provável é  que  o  povoamento dessa  cidade aconteceu  XIX  por  aventureiros  que    se  estabeleceram  introduzindo a   agropecuária   em  terrenos  sem  donos,  que atraiam   pessoas  para  cá  , criando o  povoado de     Santa   Bárbara da Claricéia , nome  dado em   homenagem as  irmãs   Bárbara  e  Claricéia ,  filhas  de  um  fazendeiro  forte  do povoado . Também   diz-se   que  esse  nome foi em  homenagem   a  Santa Bárbara   protetora contra   raios  e  trovões .
Santa  Bárbara  era  povoado  de  Feira  de  Santana denominada  de  freguesia  de  Santa  Bárbara  desde  1833 até 1943 quando  Getúlio  Vargas   eliminou  muitas    cidades e  vilas homônimas e,  como  tinha  muitas  cidades com  o nome   de  Santa   Bárbara ,  o  lugar  passou  a   ser  chamado  de  Topônimo de  Pacatú  .O povo  não  gostou  e  quando   a   cidade  foi   emancipada em 14  de  dezembro de  1961 voltou  ao  nome  de Santa  Bárbara .
 A cidade  de   Santa  Bárbara  fica   localizada no nordeste do  estado  da Bahia   fazendo  parte   da meso - região   do   centro  norte baiano  e  da  micro   região  de Feira   de  Santana,ela fica 141Km de  Salvador  e  31Km de Feira  de  Santana.
O município   de Santa Bárbara   possui   uma  área  territorial de   324,09 km² quadrado , densidade  demográfica  de   55, 15 hb/km² e uma  coordenada  geográfica 11º,59’ de  latitude sul ,38º,59’ de longitude Oeste e  293m  de altitude .Sua população é de 22 mil habitantes
O   seu  clima  é  seco sub- úmido sua  temperatura media atua e 23,8ºC máxima de  28,5ºC e  mínima de 19,9ºC , sendo os  meses  de abril   a  junho o  período de maior  precipitação  de  chuvas . sua vegetação  é  caatinga (que se adapta ao  semi árido ) sua topologia é    caracterizada por  tabuleiros e planaltos costeiros .As  bacias dos rios  Inhambupe e a do recôncavo  Norte são  as  principais   do  município ,tendo o  Pojuca, Salgado e  Prensa,          seus  principais  rios. Sua topologia é caracterizada  por  tabuleiros e  planalto costeiro, o  solo é planoso ,  solódico , eutrofico , latos solo vermelho- amarelo ático .O  relevo  é   formado por  pediplano  sertanejo, tabuleiros interioranos .
Agropecuária é predominante na  economia  do  município  de  Santa  Bárbara  concentrando  sua maior atividade  na pecuária  seguida da  agricultura .  Santa Bárbara é considerada  o município que faz o melhor requeijão da região
Na saúde  o município  apenas conta com um hospital e um posto de saúde  onde não faz nem um parto pois não tem estrutura para tal se valendo de Feira de Santana para realização das maiorias dos procedimentos médicos.Já na educação dispões de 50 escolas na rede municipal e 02 escolas da rede estadual ambas de grande qualidade
Referência:
Vitor,Lélia Fernandes de Oliveira-Santa Bárbara e sua história
Moradores antigos  da cidade  ,relatos
Conhecidos  ou parentes de pessoas que viveram na época do aparecimento da cidade

                                     

IGREJA MATRIZ