quinta-feira, 27 de fevereiro de 2014

Marketing Multinível

                E conhecido como marketing multinível ou mmn o tão famoso marketing de 
rede,esse modelo faz a distribuição   de serviços onde os ganhos vem da venda dos 
produtos  ou de recrutamento de pessoas  para revender os mesmos produtos.Esse método é completamente diferente do esquema de pirâmides pois a pirâmide os lucros vem diretamente do recrutamento de outros novos vendedores.
             O marketing de rede  é uma maneira ou seja um método que distribui os produtos ou serviços através de uma rede de pessoas interessadas em revender o produto  para adquirir lucros.
             O marketing multinível ou MMN-deriva das vendas desse produto ,esse sistema tem  sido uma revolução ,ele é considerado eficaz em quase todas a área de mercado.

             Para descobrir se um sistema é pirâmide ou marketing multinível é só usar a regra de 70%,ou seja,se a empresa  adquirir 70% ou mais das vendas dos seus produtos  está usando o sistema de marketing multinível e senão o sistema usado é uma pirâmide


quarta-feira, 26 de fevereiro de 2014

Email marketing online.

                                                               Email marketing online.

                      As informações passou a chegar muito mais rápido às pessoas   depois que  se começou a utilizar a internet como meio de comunicação.Com   da criação do e mail  a internet conseguiu conectar os indivíduos localizados em diversificados partes do planeta.
Hoje esse instrumento   auxilia com eficácia  nas divulgações ,serviços e nas vendas dos mais variados produtos .As empresas usam o e mail marketing para divulgarem seus produtos  e fidelizar  o mesmo . Se distinguindo assim do spam,que são envios de mensagens que não são desejadas pelos  receptores.O e mail marketing  sempre tem o consentimento do usuário 
,criando um relacionamento entre cliente e vendedor ,um exemplo bem visível é a  , newsletter
onde o cliente autoriza o recebimento de e mail  do seu interesse diariamente .

          Existem várias razões para o uso do e mail marketing pelas empresas:
 Mensurabilidade,-jeito muito fácil de ver o retorno.
Agilidade—Centenas e milhares de pessoas são  atingidos  em segundos.
Interatividade – Um retorno de respostas em tempo recorde
 Alta taxa de resposta. Uma ferramenta com um grande potencial de construir relações entre pessoas.
e mail marketing  atualmente é uma ferramenta indispensável nas vidas dos empresários modernos e que desejam terem sucesso com seus produtos.

terça-feira, 25 de fevereiro de 2014

Marketing digital

                                             Marketing digital
 Em pensar em marketing digital e internet falamos de pessoas,dos seus desejos, de suas histórias,,das suas necessidades  a se resolver(TORRES,2009) marketing digital tem o  objetivo de expandir formas e ações de marketing e publicidade   na  internet (TORRES 2009, p. 61) .
Torres (2010, p. 7),diz “o marketing digital está se tornando cada dia mais importante para os negócios e para as empresas”. O consumidor está usando a internet  para se comunicar e se relacionar.
De acordo com  Las Casas(2006, p. 335) “é um conjunto de transações eletrônicas que visam à transferência de produtos e serviços do produtor ao consumidor”.Refer-se nessas transações a utilização do e mail.
 Las Casas (2006) o marketing digital deve selecionar as ações que melhor atendam às necessidades dos usuários, utilizando as tecnologias como ferramentas básicas para melhorar a prestação de serviços, e ainda, o profissional da informação deve ter em mente o seu papel de disseminador da informação, e utilizá-lo de forma coerente, adequando-se às mudanças e implementando modelos eficazes centrados no planejamento de produtos e serviços voltados aos usuários. Como função corporativa, o marketing  digital tem o objetivo de satisfazer as necessidades futuras dos consumidores. No marketing digital esta premissa continua a mesma, entretanto, com o advento da internet e das novas tecnologias, o mercado teve que repensar a forma como a missão básica do marketing é executada (SHETH; ESHGHI; KRISHNAN, 2002). Mesmo antes da revolução tecnológica, o observar os padrões de conexão de um grupo social, a partir das conexões estabelecidas entre os diversos atores”, Recuero (2009, p. 24):
 Desse modo,é certo dizer que as redes sociais oferecem mais oportunidades  de tornar público as suas informações.
As redes sociais devem ser chamadas de  ferramentas  que dão para as pessoas  de países diferentes  a possibilidade de se comunicarem  em ambiente  de troca de informações,vídeos,noticias  fotos e tantos outros  e formar grupos,comunidades.
 Castells (2003) mostra que a “grande transformação da sociabilidade em sociedades
complexas ocorreu com a substituição de comunidades espaciais por redes como formas fundamentais de sociabilidade” (CASTELLS, 2003, p. 107). As comunidades virtuais são entendidas como “agregados sociais surgidos na Rede, quando os intervenientes de um debate o levam por diante em número e sentimento suficientes

As redes sociais  são aquelas páginas  da web  que possibilita a interação entre os membros em diversos lugares.Elas funcionam como veículos de informação sendo uma ferramenta útil projetos de marketing e informação. 

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Afinal,o que significa Marketing?

Afinal,o que significa  Marketing?


Marketing ,  são  s todas as técnicas  e caminhos  que levam ao desenvolvimento das vendas ,  intermediando  as possibilidades :produto,comunicação , preço e distribuição.mediante quatro possibilidades: Porém em um sentido geral,marketing  é estratégia das empresas objetivando  o predomínio das vendas de seus produtos.
Market-palavra originada do inglês ,significa mercado,,então marketing nada mais é que o uso do mercado..É o marketing que  verifica os mecanismos e as causa que regulamenta  as relações entre ideias  ,serviços e bens pretendendo que esse processo torne –se uma venda satisfatória para vendedor e comprador.
No entanto,marketing significa mais que uma simples venda ou troca pois tendo a venda um sentido único ,marketing tem duplo.Marketing é uma atividade   a médio e  muitas vezes a longo prazo .já a venda é sempre uma atividade à curto prazo.o objetivo da venda é obter o maior  lucro possível .O marketing procura aplicar  o máximo  conhecimento sobre a prospecção   do mercado e  observar opiniões.  Marketing pode ser:
_uma filosofia (uma atitude,uma postura,etc.)
-uma técnica( criar,desenvolver,etc.)
Enfim,marketing abrange uma ampla área de atividades seja:
- marketing político;
-marketing cultural;
-marketing social;
-marketing de  relacionamento ;
- marketing digital;
-marketing pessoal;
-marketing viral.
O profissional que  trabalha com marketing,ele acima de tudo tem que ser um investigador ,pois terá de investigar as tendências do mercado e prever suas mudança e seus possíveis concorrentes .
Segundo Philip Kotler, marketing é também um processo social, no qual indivíduos ou grupos obtêm o que necessitam e desejam através da criação, oferta e troca de produtos de valor com os outros
O conceito de valor e marketing pode ser:

Inovação → busca constante inovação por soluções confiáveis e eficazes, com alto padrão de qualidade.
 Zelo → Promover o bem estar e autoestima do cliente em um ambiente agradável, de respeito e discreto.
Competência → compromisso com o resultado e veracidade de propósito.
Qualidade→Oferecera melhor qualidade em produto do mercado

Portanto os consumidores tem fundamental importância nas  criações de novas técnicas de marketing e  produtos  para as diversas necessidades  dos negócios .

quarta-feira, 12 de fevereiro de 2014

PLANO DE MARKETING-continuando


SUMÁRIO
1. SUMÁRIO EXECUTIVO------------------------------------------------------------------------ 10
1.1. DESCRIÇÃO DOS EMPREENDEDORES ---------------------------------------------- 11
1.1.1 Perfis -------------------------------------------------------------------------------------------- 11
1.1.2 Atribuições ------------------------------------------------------------------------------------ 12

2. DESCRIÇÃO GERAL DA EMPRESA ------------------------------------------------------ 12
2.1. APRESENTAÇÃO DA EMPRESA -------------------------------------------------------- 12
2.1.1. Dados do Empreendimento ------------------------------------------------------------ 12
2.1.2. Setor de Atividade ------------------------------------------------------------------------- 12
2.1.3. Forma Jurídica ------------------------------------------------------------------------------ 12
2.1.4. Capital Social -------------------------------------------------------------------------------- 12
2.2. MODELO DO NEGÓCIO --------------------------------------------------------------------- 13
2.2.1 Visão -------------------------------------------------------------------------------------------- 14
2.2.2 Missão ------------------------------------------------------------------------------------------ 14
2.2.3 Valores ----------------------------------------------------------------------------------------- 14

3. PLANO DE MARKETING ---------------------------------------------------------------------- 15
3.1. DESCRIÇÃO DOS PRINCIPAIS PRODUTOS OU SERVIÇOS ------------------- 15

3.2. PÚBLICO ALVO -------------------------------------------------------------------------------- 16
3.2.1. Quem são ------------------------------------------------------------------------------------- 16
3.2.2. Qualificação ---------------------------------------------------------------------------------- 16
3.2.3. Segmentação -------------------------------------------------------------------------------- 17
3.2.4. Potencial -------------------------------------------------------------------------------------- 17
3.3. ESTUDO DOS CONCORRENTES -------------------------------------------------------- 17
3.4. ESTUDO DOS FORNECEDORES -------------------------------------------------------- 18
3.5. ESTRATÉGIAS PROMOCIONAIS --------------------------------------------------------- 18
3.5.1. Estratégias -----------------------------------------------------------------------------------18
3.5.2. Plano Promocional ------------------------------------------------------------------------19
3.5.3. Estrutura de Comercialização ---------------------------------------------------------19

4. PLANO OPERACIONAL ----------------------------------------------------------------------- 19
4.1. LOCALIZAÇÃO DO NEGÓCIO ------------------------------------------------------------- 19
4.2. LAYOUT / ARRANJO FÍSICO --------------------------------------------------------------20
4.3 Modelos de Cargos e Salários ------------------------------------------------------------ 21
5. PLANO FINANCEIRO -------------------------------------------------------------------------- 21
5.1 ESTIMATIVA DO INVESTIMENTO TOTAL ---------------------------------------------- 21
6. ANÁLISE DE VIABILIDADE -------------------------------------------------------------------- 22

 7.REFERÊNCIAS ---------------------------------------------------------------------------------- 23





10
1 SUMÁRIO EXECUTIVO
            A empresa Jeremias Móveis foi criada para atender as necessidades do mercado de decoração da cidade de Santa Bárbara e região que vem crescendo em média50% ao ano devido ao público que cada vez mais procura conforto e beleza .
            Acredita-se que os motivos pelos quais os clientes buscam ir às lojas de móveis é melhora r o ambiente em que mora e proporcionar-lhe mais conforto,logo que a vida lhe oferece muito stress.
            Sabe-se que é muito grande a variedade de serviços no mercado, porém aqueles que disponibilizarem serviços que cheguem até o cliente estarão sempre um passo a frente dos que oferecem o serviço sem nenhum diferencial relevante, este é o da loja Jeremias Móveis.
            A empresa Jeremias Móveis atende ao cliente que não tem tempo ou transporte, levando seu produto em suas residências.Desse modo a empresa Jeremias Móveis proporciona comodidade ao cliente. A Jeremias Móveis oferece uma variedade de móveis como: móveis para sala,cozinha,quarto,varanda,banheiro entre outros .
            O serviço de venda de móveis é procurado por todos os tipos de consumidores, principalmente pelo público feminino que gosta de está mudando a decoração de suas casas. A empresa Jeremias Móveis fica localizada na Rua Antônio Barros Evangelista, Santa Barbara – BA. Tem instalações elétricas e hidráulicas em boas condições com um ambiente bem iluminado e arejado. Podendo também ser contatado pelo telefone (75) 32362428. A empresa teve um investimento de cerca 250.574,00 mil, devido á sua estrutura diferenciada e seu leque de serviços.
.
 continua...



terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Surge mais um blog

Surge mais um blog esse é das pesada ;http://vejaaky.br22.net/  VERIFICA

Marketing


Este trabalho tem como objetivo identificar o aumento de vendas de móveis na empresa usando Marketing   , mostrando a posição a sua posição no mercado e as variáveis que mais afetam este tipo de mercado.se diz respeito a empresas de serviços e reparos em residências mostrando uma visão geral de como um negócio se posiciona no mercado , e detecta as  informações e recursos  necessários para um empreendimento mais seguro Em função do aumento  das vendas e da importância  no ramo.O referido trabalho trata da elaboração de um plano de marketing, na intenção de levantar as possíveis oportunidades,ameaças,os pontos fracos e os pontos fortes da loja  Móveis. Tendo o objetivo principal, o aumento de suas venda sem 30%,focalizando em seu público alvo, os moradores da cidade de Santa Bárbara e cidades vizinhas no primeiro semestre de 2014. O estudo se deu em Santa Bárbara - Bahia.Os dados da referida empresa foi colhidos através entrevistas com funcionários e dirigentes da  Móveis.A analise detectou um potencial aumento de vendas no primeiro mês do ano de 2014 tendo como público os moradores da cidade de Santa Bárbara. O plano de ação sugerido indica caminhos a serem seguidos a partir de fevereiro de 2014 tendo como objetivos bons resultados em 2014. Por fim estima-se que as vendas da  Móveis terá um aumento de 30% no primeiro semestre de 2014.

Palavras-chaves:Marketing, Planejamento de Marketing e Estratégia de Marketing.
Continua amanha @!@!@!@!@!@!@!@!@!@!@!@!@!@!@!

sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Ética e cidadania-Plano

Unidade escolar: Colégio estadual  Professor  Carlos  Valadares 
Área de  conhecimento :Ética e Cidadania 
Componente Curricular/Disciplina : Eixo
Turno:  vespertino       
Serie-8ª série
Professor(a): Ana  Virginia     
Unidade 
Didática
Competências e Habilidades 
Conhecimento
Conteúdo
Transversalidade
Diálogos  possíveis
Metodologia
          Processo Avaliativo
Forma e Critério
Resultado observado(ao final da unidade





PRIMEIRA
UNIDADE
Apreciação  da  literatura  em  nossas   vidas
Compreender    a  literatura como  agente  de conhecimento  cultural
Valorização   dos  avanços  tecnológicos  e  culturais   na  área da  literatura
Pesquisa estudo  e  discussão  obre  real  X imaginário
O que  é  literatura
A  arte  de contar   historias
O inicio   do conto Iracema de Jose  de  Alencar
Personagens   da  historia  .
Pluralidade Cultural 
Coleta   de informações   utilizando  diferentes (teatro , livros ,jornais vídeos internet )
Aula  expositiva
Litura  e interpretação   do texto
Cartazes  informativas .
Trabalhos individuais em  grupo
Pesquisa
Leitura
Atividade  de  classe   e  extra    classe 
Seminários
Representação  de  personagens
Recortes  de imagens

quinta-feira, 6 de fevereiro de 2014

Plano de ciências-IV Unidade







Quarta Unidade
* Valorização de  texto  e  de  estudos    realizados  por  pesquisadores  de  épocas   passadas .
*Conscientização do papel    do  coração  para  a sobrevivência , dos  seres   vivos .
*Conscientização  de que  os    mais hábitos   de   vida  de  uma  pessoa  podem provocar   doenças  , circulatórias , por   exemplo  infarto   e  varizes , Pressão alta .
*Conscientização  de  que  pulmões  saudáveis  garantem  uma  boa oxigenação   do  sangue.
Conscientização  da importância   dos ruins  no  controle   da  composição  química  do  nosso  sangue .  
*Sistema  cardiovascular.
*A  circulação   do  sangue
* A  composição  e  funções  do sangue
*A  respiração e  o  sistema  urinário  
* Respiração trocas    gasosas  é   movimentos , respiratórios .
*O ar  no nosso corpo
*Formação de  resíduos pela   célula .
*Hipertensão 
*Pluralidade  cultural
*Aula expositiva
*Leitura  e  interpretação  de  texto
*Coleta   de  informações  utilizando  diferentes  fontes   revistas, jornais , internet    , vídeos .
*confecção   de cartazes  informativos  entre   outros suportes  sobre   os  temas  estudados .
Exercícios   de  classe   e  extra  classe .
*Trabalhos individuais e  em  grupo
*  Participação
*Provas
 *Teste
*Pontualidade  na  entrega  de  trabalhos  individuais   e  /ou  grupos.



Plano de ciências-III unidade










Terceira   unidade


*conscientização   da  importância   das substancias  neurotransmissoras na  comunicação   entre   neurônicos .
*Valorização    das  atitudes  de respeito  e  consideração durante , o  desenvolvimento   de  um  atividade  em  grupo.
*Conscientização   de que  as  sensações, são percebidas ,com   intensidades  , diferentes   dependendo  da  pessoa .   


O  sistema nervoso e  os órgãos  dos  sentidos .
*  A comunicação entre as  células
*  Outros   órgãos dos sentidos.
*Ossos   e músculo
* A  pele   e  seus anexos
* Diferenças  e  semelhanças entre o homem  e  outros animais .


Pluralidade   cultural


* Aula expositiva
*Coleta   e interpretação  de  dados experimentais
*Confecção de tabelas   com   base  em dados obtidos  experimentalmente  .
*Atenção aos  procedimentos   de  higiene do  manusear alimentos .
*Comparação   entre  a  lente   do  olho  e  um  lente   de  vidro .


*Exercícios  de  classe e  extra   classe
*Trabalhos  individuais   e  em  grupo
*  Participação
Provas
* Pontualidade  na entrega  de  trabalhos    individuais   e/ou   em grupo .



Plano de aula-ciências-I unidade e II unidade

Unidade Escolar :
Área de conhecimento :
Componente Curricular /Disciplina : Ciências e Natureza                         turma 7º ano        Turno- mat/vesp
Professor(a) :

                                                        I Unidade  

 

Unidade  didática
Competência e  habilidades 
Conhecimento/Conteúdo
Transversalidade / Diálogos  Possíveis 
Metodologia 
Processo  Avaliativo







Primeira Unidade


*Apreciação da  vida  em sua    diversidade .
*Respeito  pelos   hábitos  alimentos
Das  outras culturas *Valorização dos  progressos da ciências e suas aplicações   médicos como agentes  do  bem  estar  humano .
*Valorização   dos avanços    tecnológicos  e científicos  empregados na  área da  saúde .  


*  O corpo humano o sistema  de    hoje .
* o  conhecimento  do  corpo  humano  através   do  tempo.
*Nosso  corpo   é  um  sistema  integrando
*Função de  nutrição 
* Nutrição
*Aproveitando os   nutrientes  dos  alimentos  .
*Absorção 

Pluralidade Cultural

*Coleta    de Informações   utilizando   diferentes   fontes (  revistas , livros, jornais , internet , vídeos )
*Utilização   de    tabelas informativas  sobre nutrientes para  avaliação   do  conteúdo  colérico   de  uma   dieta   diária .
*Elaboração   de   cartazes   informativos  entre     outros     suportes   sobre   os temas  estudados .
*Aula   expositiva   leitura  e interpretação  de  textos .

Forma e Critério
Resultado Observado (ao  final da unidade)


*Trabalho individuais e  em  grupos .
*Avaliação individuais
*Teste
*pesquisas
*Exercícios de classe
*Participação
*Pontualidade na  entrega   de  trabalhos   individuais .
  










Segunda Unidade



*Apreciação   da  literatura .
*Pesquisa , estudo  e discussão  sobre   real  e imaginário
*Obras do autor
*Jorge Amado
*Capitães  da areia
*A arte   de  contar   historia
*Movimento  e senso    de divisão




*Sistema cardiovasculares.
*A circulação do sangue.
*As composições e as funções do sangue.
*A respiração e o sistema urinário.
*Respiração:trocas gasosas e movimentos respiratórios.

*O ar no nosso corpo.
*Formação de resíduos pela células .
*Hipertrnsão.


*Pluralidade  
cultural



*Coleta   de  informação  utilizando    diferentes  fontes ((internet , jornais , revista vídeo etc.)
*Aula expositiva  
*Leitura
*Confecção  de  cartazes 
*Musicas
*Filmes
*livros  e   copia   de  textos


*Exercícios de classe e extra classe.
*Trabalhos individuais e em grupo.
*Participação.
 *Provas .
*Testes
Pontualidade na entrega de trabalhos.




terça-feira, 4 de fevereiro de 2014

DIREITO PÚBLICO X DIREITO PRIVADO

Ao se fazer uma retrospectiva na história da humanidade pode-se observar que esta sempre foi permeada de alguma forma pela existência de relações sociais entre os homens, que a partir do esforço em conjunto atingiram e atingem seus objetivos que, isoladamente jamais seria possível.

Desta forma, o processo de desenvolvimento da sociedade necessitou de regras, normas que regulasse esse processo, pois este desenvolvimento está sempre vinculado a toda e qualquer situação em que há pessoas realizando ações, utilizando recursos diversos para que se atinja um determinado objetivo.

Assim, o Direito foi instituído para que a sociedade tivesse uma organização, regida por normas, leis gerenciando a ação dos indivíduos, equipes que se relacionam num determinado lócus físico ou não, na busca de alcançar um objetivo comum em prol do desenvolvimento eficaz.
Portanto, o Direito envolve uma estrutura de normas, leis que regem as relações sociais existentes dentro de uma sociedade, cujos àqueles que dela fazem parte precisa para que possam estabelecer limites entre si e com outros indivíduos, sendo estes Direitos indispensáveis para uma inter-relação harmoniosa entre os indivíduos para que se viabilize o alcance dos objetivos propostos.

2 CONCEITUANDO DIREITO

Dentro da sociedade, conforme os diversos teóricos da área de Direito, existem diversificados significados e uso para esta palavra: Direito, o que demonstra as diferentes realidades, sentidos e ideias a cerca deste termo.

O termo Direito no senso comum designa aquilo que é correto, que é antônimo de torto, que qualifica o justo, além de poder significar a Lei ou conjunto de regras, normas. Desta forma, partindo desses conceitos pode-se considerar que o Direito é como um disciplinador, organizador da vida, funcionando como elemento de solução de conflitos existentes no âmbito social.

Mas, deixando de lado o senso comum, é que Bastos (2001) define Direito como “[...] o conjunto de normas e princípios que regem a atividade do Estado, a relação deste com os particulares, assim como o atuar recíproco dos cidadãos [...]” (BASTOS, 2001, p. 7).

Neste sentido, pode-se denotar que o Direito seria um conjunto de normas, regras que organizará, disciplinará as relações sociais estabelecidas nos grupos, para os seus componentes, participantes, evitando-se, assim, possíveis conflitos.

O Direito torna-se, então, fruto da convivência do ser humano nas suas relações sociais. Contextualizando este conceito é que se pode falar de Cretella Jr (2000, p. 14), o qual define Direito como:

[...] O homem é um ser eminentemente social, não só pelo instinto sociável,mas também por força de sua inteligência que lhe demonstra que é melhor viver em sociedade para atingir seus objetivos. [...] Direito é um conjunto de normas, estabelecidas pelo poder político, que se impõem e regulam a vida social de um dado povo em determinada época [...]



Percebe-se que o Direito faz parte da sociedade, das relações entre os indivíduos, sendo uma forma de disciplinar, organizar, regular a vida das pessoas que ali estão inseridas, pois sem esse instrumento regulador, normativo a sociedade seria um caos, um conflito constante, porque não há-
-veria o respeito pelo outro, nem o limite necessário para a convivência social.

O Direito como regra, tem por objetivo regular a vida do ser humano em sociedade, estabelecendo, para que isso seja efetivo, normas de conduta que devem ser observadas pelos indivíduos para o estabelecimento da ordem social, da paz.

Nesta perspectiva da finalidade do Direito sendo um meio para a realização de um fim, o alcance de um objetivo, de um fim, é que Cretella Jr (2000) sinaliza que “[...] Finalidade do direito: Obter o equilíbrio social, impedindo a desordem e os delitos, procurando proteger a saúde e a moral pública, resguardando os direitos e a liberdade das pessoas [...]” (CRETELLA JR, 2000, p. 14).

Desta forma, para que os indivíduos possam conviver de forma harmônica na sociedade, que é formada por pessoas diferentes, torna-se necessário que haja o estabelecimento do Direito, pois só, assim, esta sociedade poderá evoluir e sobreviver de forma equilibrada, valorizando-se o individual de seus participantes.

Fazendo-se uma síntese do Direito na sociedade é que (Wald, 2000, p. 9) pontua que:

Nosso raciocínio é, então, conduzido a uma conclusão clara e objetiva: a vida social só é possível, uma vez presentes as regras determinadas para o procedimento dos homens, capazes também de administrar conflitos.
Estas regras têm base ética e podemos entendê-las como regras que surgem, emanam da Moral e do Direito.
Portanto, tanto as chamadas regras Morais quanto as chamadas regras de Direito ditam condutas, procuram determinar como deve ser o comportamento de cada um.



Portanto, o Direito deve ser uma constante nas relações sociais que permeiam a sociedade, para que os indivíduos possam conviver em harmonia de forma satisfatória, estabelecendo os limites necessários para cada indivíduo na sociedade, evitando possíveis conflitos, confusões por não haver o respeito adequado entre esses indivíduos.

3 FORMAS, CLASSIFICAÇÃO DO DIREITO

Sendo o Direito uma construção social e histórica, pois foi estabelecida desde os primórdios da constituição da sociedade, devido às relações sociais existentes entre os indivíduos, é que muitos teóricos da área, de acordo a concepção de Direito adotada por cada visão filosófica do Direito classificam esse Direito em duas formas: direito público e direito privado.

Segundo alguns teóricos da área do Direito, como Salgado (2011, p. 2) afirmam que essa divisão, classificação tem sua origem no século XIX no Direito Romano:

[...] Os textos que tratam da classificação do direito em direito público e privado, como um tema da Teoria Geral do Direito identifica a origem dessa classificação em textos referentes ao Direito Romano. O Direito Romano a que se referem é o Direito Romano compilado por juristas do século XIX, como Savigny. Esse direito Romano tem muito da interpretação dada pelos autores do século XIX do que deveria ser o Direito.



De acordo com este Direito Romano o principal critério usado para realizar essa divisão e, consequentemente, a distinção entre o direito público e o direito privado é a presença ou não do Estado, tornando as normas obrigatórias para todos ou não.

Em seus estudos Marky (1995, p.3) sinaliza que:

Por outro lado, examinando as classificações sistemáticas, encontramos a distinção entre direito público e direito privado. O primeiro regula a atividade do Estado e suas relações com particulares e outros Estados. O direito privado, por sua vez, trata das relações entre particulares [...]. Relacionada ainda com esta distinção é aquela de [...] direito cogente e direito dispositivo. Cogente é a regra que é absoluta e cuja aplicação não pode depender da vontade das partes interessadas. Tem que ser obedecida fielmente; as partes não podem excluí-la, nem modificá-la. Neste sentido os romanos diziam: [...] o direito público não pode ser alterado por acordo entre particulares [...]



Mas, qual seria a conceituação de Direito Público e de Direito Privado? É neste sentido que Gasparini (2002, p. 1) pontua:

[...] inicialmente aborda a questão dos dois ramos do direito tratando o mesmo como uma unidade indivisível, maciça, monolítica. Lembra, no entanto, a sua divisão, desde Roma, em dois ramos, quais sejam, o privado e o público. O Direito Público regularia as relações jurídicas em que predomina o interesse do Estado, ao ponto que o Direito Privado disciplinaria as relações jurídicas em que predomina o interesse dos particulares. O critério do interesse é que dividiria, assim, o Direito em dois ramos.



Assim, há uma diferenciação entre os dois ramos do Direito: o público e o privado, estabelecendo-se uma necessidade desta para que os indivíduos possam reconhecer quando um afeta questões do povo em geral – o direito público, e quando o outro afeta questões particulares – o direito privado.

Observa-se que o Direito Público tem haver com o Estado, com o estabelecimento de regras,
normas para a ordem pública, do povo, e as quais não podem ser modificadas pela vontade das pessoas, dos indivíduos. Já o Direito Privado refere-se ao interesse de particulares, em que as normas, leis são estabelecidas em prol dos interesses de particulares, da manifestação da vontade dos interessados.

Afirmando esta concepção de diferenciação entre o Direito Público e o Direito Privado é que Mulholland (2002, p. 463) denota que:

O Direito Público será, portanto, o Direito do Estado e o Direito Privado, o direito dos indivíduos, dos particulares. A chamada summa divisio do direito estabelecia duas ordens distintas, impermeáveis, cada qual sendo regulada a sua maneira. Enquanto o Direito Privado se referia aos direitos individuais e inatos do homem, o Direito Público teria a função de tutelar os interesses gerais da sociedade através do Estado, que deveria se abster de qualquer tipo de incursão na órbita privada dos indivíduos [...]



Desse modo, o Direito Público e o Direito Privado estão relacionados aos interesses dos seres humanos, sendo um voltado para o interesse do povão administrado pelo Estado, e o outro pelo interesse de particulares, administrado por regras estabelecidas por eles mesmos.

Portanto, sendo o Direito parte constitutivo da sociedade este se classifica em Direito Público e em Direito Privado, os quais servem como meios reguladores, organizadores desta sociedade, de modo a alcançar de forma eficaz e ordenada todos os ramos de atividade e relações existentes dentro desta sociedade, pois a vida social em qualquer espaço, só é possível, quando estão presentes as normas determinadas para o procedimento dos seres humanos, sendo capazes, também, de administrar os possíveis conflitos.

4 CONSIDERAÇÕES FINAIS

A partir dos estudos e análises realizadas para a elaboração deste paper pode-se afirmar que o direito envolve diversos aspectos fundamentais, como regras e o ser humano, sendo visto como meio, instrumento social de regulação, normatização, disciplinar para a convivência harmônica entre os seres humanos.

Vale ressaltar que todo processo, desenvolvimento de uma sociedade deve ter a colaboração de todos os envolvidos, participantes desta sociedade, mas, para tanto, é preciso que se estabeleçam normas, leis – os Direitos para cada um dos indivíduos, estabelecendo os limites necessários para que não haja conflitos e nem invasões desnecessárias, o que provocaria o caos social.
Diante disso, é que se estabelece a classificação do Direito: o Direito Público e o Direito Pri-
-vado para que se promovam relações sociais satisfatórias em qualquer âmbito social, promovendo-se relações sociais em que todos saibam seus limites e se respeitem.

Percebe-se que os diversos teóricos da área jurídica sinalizam que o Direito tanto Público quanto Privado serve para estabelecer normas, regras de organização social em prol do desenvolvimento e satisfação dos interesses dos indivíduos.

O Direito constituído por seres humanos serve para regular e manter a ordem social, evitando-se que uns sejam mais privilegiados que outros. Por isso, torna-se necessário que haja uma análise racional dos direitos para encontrar as soluções, sem desgastes desnecessários, para os conflitos e problemas na constituição da sociedade.

Portanto, o Direito Público e o Direito Privado servem para organizar e estabelecer leis para que as relações sociais evoluam, trazendo benefícios para as inúmeras e diversificadas instituições/organizações sociais e, também, para a vida social de cada indivíduo.


REFERÊNCIAS


BASTOS, Celso Ribeiro. Curso de Direito Administrativo.São Paulo: Saraiva, 2001.

CRETELLA JR, José. Direito Administrativo Brasileiro. Rio de Janeiro: Forense, 2000.

GASPARINI, Diógenes. Direito Administrativo. São Paulo: Saraiva, 2002.

MARKY, Thomas. Curso elementar de Direito Romano. São Paulo: Saraiva, 1995.

Martins, Sergio Pinto. Instituições de Direito Público e Privado. São Paulo: Atlas, 2011.

MULHOLLAND, Caitlin Sampaio. A interdisciplinariedade no ensino jurídico: a experiência do Direito Civil. In: RAMOS, Carmem Lúcia Silveira et al (org.). Diálogos sobre Direito Civil: construindo a racionalidade contemporânea. Rio de Janeiro: Renovar, 2002.

SALGADO, Gisele Mascarelli. Direito Público e Direito Privado: Uma eterna discussão. In: Âmbito Jurídico.com.br – O seu portal jurídico na Internet. Acesso em 21/11/12.

WALD, Arnoldo. Curso de Direito Civil Brasileiro : Introdução e Parte Geral. São Paulo: Saraiva, 2002.